“Drogômetros”: o que são, como funcionam e quando serão implantados?

A partir de 2020, provavelmente, além do uso dos já conhecidos bafômetros na blitz de trânsito, será implantado uma nova forma de teste, o “drogômetro”, que visa detectar a ingestão de substâncias psicoativas antes de o condutor começar a dirigir.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública publicou uma portaria criando um grupo de trabalho e estudos técnicos que visa à implementação e utilização de tecnologias para a detecção da presença dessas substâncias em motoristas. Tais tecnologias, utilizam aparelhos capazes de verificar a presença de drogas lícitas e ilícitas no organismo, que são capazes de alterar a capacidade de conduzir com segurança.

O grupo tem o prazo de até 12 meses para concluir os trabalhos, e elaborar todos os passos de implantação do dispositivo no território nacional.

Regulamentação

Segundo o Ministério da Justiça, o teste de drogas já é autorizado pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com o mesmo, é proibido dirigir sob o efeito de “álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência”.

O Artigo 165-A, descreve que se recusar a se submeter a um teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa é considerado uma infração gravíssima, passível de multa e suspensão do direito de dirigir, além do recolhimento da CNH e retenção do veículo.

Como funciona?

  • Coleta: O motorista coloca uma espécie de cotonete na boca por três minutos. Após isso, com o cotonete cheio de saliva, ele é colocado no testador.
  • Aplicação: A amostra é aplicada em um papel especial com moléculas de anticorpos que reagem com cada droga.
  • Teste Negativo: A saliva corre pelo papel, levando os anticorpos. Caso não haja drogas, eles reagem com o complexo “droga + proteína” e fazem uma mancha no papel.
  • Teste Positivo: Se a saliva contém drogas na amostra, elas reagem com os anticorpos e impedem sua ligação com o complexo e o surgimento da faixa colorida (vermelha).
  • Leitura: Cada droga é testada numa região do papel. Se a faixa vermelha aparece ao lado do nome de cada droga, o teste é negativo para a substância. Se não aparece, ele é positivo. A leitura é feita em 9 minutos.

Dúvidas? Entre em contato!

E-mail: erica@avallonelima.com.br

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.