Aprenda como solicitar a segunda via da CNH

Aprenda como solicitar a segunda via da CNH

A segunda via da CNH é um documento emitido durante a validade do original por perda, furto, roubo, mudança de nome ou mau estado de conservação. Assim como a 2ª via da Permissão para dirigir (PPD) e da Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC), deve ser solicitada unicamente pelo condutor. Veja, no passo a passo, como solicitar a segunda via da CNH e quanto custa o serviço.

LEIA MAIS:
Como baixar a CNH Digital para usá-la sem internet
Por que o preço dos carros continua subindo no Brasil?
Exame toxicológico periódico tem prazo prorrogado

Vale lembrar que a segunda via da CNH não é a mesma coisa que a renovação do documento – solicitada quando a carteira de motorista está vencida e não perdida. Também não é possível adicionar cursos especializados ao solicitar segunda via.

Atenção! O Motorista em processo de adição ou mudança de categoria deve esperar a conclusão do processo antes de solicitar a segunda CNH. Caso contrário, todas as etapas desse processo deverão ser realizadas novamente.

Como solicitar a segunda via da CNH

A segunda via da CNH deve ser requisitada pelo site do Departamento Estadual de Trânsito ou em um Centro de Formação de Condutores. Ao selecionar a opção no site do órgão oficial, o condutor deve informar os dados solicitados, pagar a taxa para emissão do documento e, em seguida, aguardar.

Em alguns estados, como é o caso de São Paulo e Minas Gerais, a segunda via da CNH pode ser entregue pelos Correios. Além da opção, é possível buscar o documento na unidade de atendimento presencial do departamento. Verifique a primeira possibilidade em sua unidade federativa.

Para checar se a 2ª via da CNH já foi emitida e enviada pelos Correios, o motorista pode consultar o serviço online “Acompanhamento de serviços de CNH”. No geral, os Detrans pedem 10 dias úteis para realizarem a entrega do documento.

Mudança de nome

No caso de alteração no nome do condutor, o motorista deverá providenciar primeiro o documento de identidade e depois comparecer a uma unidade de atendimento do Detran.

Foto antiga

Em Minas Gerais, se a foto do condutor tiver sido registrada há mais de 2 anos, é necessário uma nova antes da emissão da 2ª via do documento.

Condutor de outro estado

Não é possível requerer segunda via de CNH ou Permissão para Dirigir de outro estado sem que o Detran proceda a transferência eletrônica do prontuário e realize a captura da imagem da foto e assinatura.

Valor da 2ª via da CNH

Em São Paulo, estado com o maior número de condutores do Brasil, a taxa para emissão de uma nova CNH tem valor de R$ 107,00. Ainda é preciso pagar R$ 11,00 pela entrega.

Em Minas Gerais, o valor é de R$ 94,66. Na Bahia, R$ 78,36. Em Roraima, a segunda via da CNH custa R$ 104,84. No Amapá, R$ 150,44, e, no Paraná, R$ 60,03.

Carteira Digital de Trânsito

Para ter acesso ao aplicativo Carteira Digital de Trânsito, os motoristas com CNH expedida antes de 02 de maio de 2017 devem emitir a segunda via, que já vem com o QR Code necessário para a validação do software.

Segunda via da CNH não chegou, posso dirigir com o B.O?

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) não é claro quanto ao assunto. Os artigos do texto do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que tratam do tema salientam a necessidade do condutor portar a CNH. Veja:

Art. 1º. Os documentos de porte obrigatório do condutor do veículo são:I – Autorização para Conduzir Ciclomotor – ACC, Permissão para Dirigir ou Carteira Nacional de Habilitação – CNH, no original.

Embora o B.O seja um documento oficial, com validade legal em todo o território brasileiro, não há unanimidade quando a questão é sua utilização como documento de habilitação.

Há, no entanto, um projeto de lei tramitando na Câmara dos Deputados que quer permitir que o Boletim de Ocorrência substitua a CNH em casos de extravio, por tempo determinado.

O PL 6415, de 2013, foi ​aprovado pela Comissão de Viação e Transportes ​e está com a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Multa por dirigir sem a CNH

Ainda de acordo com o CTB, no artigo 232, conduzir veículo sem os documentos de porte obrigatório é infração leve passível de penalidade de multa (R$ 88,38) e retenção do veículo até a apresentação do documento.

Fonte: AutoPapo

Se precisar de ajuda ou ainda tiver alguma dúvida sobre o tema, clique aqui ou pelo e-mail:  erica@avallonelima.com.br

Mentoria para advogados em Direito de Trânsito preencha o formulário clicando aqui

SiteFacebookInstagramLinkedin | Canal no Youtube | Pinterest

Conheça o meu Kit da Lei Seca clicando aqui e conheça uma nova área de atuação

Deixe uma resposta