Como a nova lei de trânsito altera validade e suspensão da CNH

Como a nova lei de trânsito altera validade e suspensão da CNH

Em outubro de 2020, o presidente Jair Bolsonaro sancionou novas regras de legislação de trânsito quanto a suspensão da CNH, que passam a valer a partir do dia 12 de abril de 2021. Entre as principais alterações, a Lei 14071/20 prevê que cadeirinhas infantis serão obrigatórias para crianças até 10 anos que não atingiram 1,45 metro, assim como a circulação com luzes diurnas ligadas em pistas simples.

LEIA MAIS:
Defesa de recurso de multa pode passar a ser oral
CNH sem necessidade de autoescola; conheça a proposta
Como nova lei de trânsito poderá livrar infratores da suspensão da CNH

A medida afeta vertiginosamente a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), de forma que alguns condutores que estejam com seus documentos comprometidos por multas antes da vigência das novas leis de trânsito tenham como se livrar da suspensão. As informações são do site iG Carros, que esclarece alguns pontos importantes da nova CNH.

Validade da CNH

Para motoristas que terão seus documentos renovados a partir do próximo dia 12 de abril, o prazo de vencimento da CNH será de 10 anos para condutores até 50 anos de idade, 5 anos para condutores de 50 a 70 anos e 3 anos para condutores acima de 70 anos.

Dirigir com a habilitação vencida por mais de 30 dias continua sendo uma infração gravíssima , com multa de R$ 293,47. Vale lembrar que, por conta da pandemia de Covid-19, CNHs vencidas no ano de 2020 ganharam um ano de prazo de renovação.

Suspensão da CNH

A partir de 12 de abril, o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) determina que o novo limite para suspensão da CNH será 40 pontos – o dobro da pontuação necessária para perder a habilitação antes da nova lei. Mas os condutores devem ficar atentos a alguns detalhes importantes.

Se o motorista tiver cometido uma infração gravíssima nos últimos 12 meses, o limite para a suspensão da CNH passa de 40 para 30 pontos . No caso de duas autuações gravíssimas ,  a pontuação máxima permitida será de 20 pontos . Para motoristas que exerçam atividades remuneradas com certificação na CNH, os 40 pontos máximos valem independentemente de autuações gravíssimas .

Infrações gravíssimas

Algumas infrações consideradas gravíssimas podem causar a perda da CNH , mesmo que o condutor não tenha atingido o limite de pontos . Confira abaixo as determinações do CTB:

Suspensão de 12 meses

  • Dirigir alcoolizado
  • Recusar o teste do bafômetro
  • Interromper, restringir ou perturbar a circulação da via

Suspensão de 2 a 8 meses

  • Transpor bloqueio policial
  • Efetuar manobra perigosa
  • Dirigir moto fazendo malabarismo
  • Dirigir moto sem capacete
  • Transportar na moto criança menor de sete anos
  • Dirigir em velocidade superior a 50% do permitido na via
  • Disputar rachas
  • Omitir-se de socorrer vítima
  • Forçar passagem entre veículos que circulam na direção oposta

Fonte: D24am

Se precisar de ajuda ou ainda tiver alguma dúvida sobre o tema, clique aqui ou pelo e-mail:  erica@avallonelima.com.br
Mentoria para advogados em Direito de Trânsito preencha o formulário clicando aqui

Site  | Facebook  | Instagram Linkedin  | Canal no Youtube  | Pinterest 

Conheça o meu Kit da Lei Seca clicando aqui e conheça uma nova área de atuação

Marcações:

Deixe uma resposta