Conheça as 21 infrações auto suspensivas

Entenda a Cassação da CNH

Infrações auto suspensivas: A suspensão da CNH é uma das penalidades mais temidas pelos condutores, já que, ao recebê-la, o motorista fica impedido de dirigir por um período de tempo específico.

LEIA MAIS:
Cassação da CNH em 2021: tudo sobre o assunto
Dicas para recorrer de multas de trânsito em 2021
Guia do Bafômetro 2021

O tempo que a CNH pode ficar suspensa é variável de acordo com o tipo de infração cometida.

Quando o motivo da suspensão é o acúmulo de pontos na carteira, o número de infrações cometidas pelo condutor, em um período de 12 meses, é o que pode levar à perda do direito de dirigir por suspensão.

Contudo, há casos em que o condutor pode ter a CNH suspensa por até um ano e meio ao cometer uma única infração. Refiro-me, assim, aos casos de cometimento de infrações auto suspensivas.

Essa caracterização é dada a um grupo específico de infrações entre as que o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) classifica como infrações gravíssimas.

Ao cometer uma delas, o motorista gera um maior risco para a segurança no trânsito, em relação ao cometimento das demais infrações também consideradas gravíssimas.

Por isso, além de receber um alto valor em multa, o condutor ainda tem sua CNH suspensa. É importante que você, condutor, conheça as infrações que levam à suspensão sem o acúmulo de pontos.

Assim, não será surpreendido por um processo de suspensão da carteira ao cometer apenas uma infração.

Quais são as infrações auto suspensivas?

Nesses casos, estão incluídas as seguintes infrações:

  • Artigo 165 – dirigir sob a influência de álcool;
  • Artigo 165-A – recusar a realização do teste do bafômetro;
  • Artigo 170 – dirigir ameaçando os pedestres ou os demais veículos;
  • Artigo 173 – disputar corrida;
  • Artigo 174 – promover racha;
  • Artigo 175 – realizar manobra perigosa;
  • Artigo 176, inciso I – enquanto condutor envolvido em acidente, deixar de prestar socorro à vítima;
  • Artigo 176, II – enquanto condutor envolvido em acidente, não adotar medidas de segurança no local;
  • Artigo 176, III -enquanto condutor envolvido em acidente, não facilitar o trabalho da perícia;
  • Artigo 176, IV – enquanto condutor envolvido em acidente, recusar-se a mover o veículo do local;
  • Artigo 176, V – enquanto condutor envolvido em acidente, não prestar informações para BO;
  • Artigo 191 – forçar passagem entre veículos;
  • Artigo 210 – transpor, sem autorização, bloqueio rodoviário policial;
  • Artigo 218, III – transitar em velocidade superior a 50% da máxima permitida;
  • Artigo 244, I – conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor sem usar capacete com viseira ou óculos e vestuário de acordo com o CONTRAN;
  • Artigo 244, II – conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor transportando passageiro sem capacete ou fora do assento correto;
  • Artigo 244, III – conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor fazendo malabarismos e empinando;
  • Artigo 244, IV – conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor com os faróis apagados;
  • Artigo 244, V – conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor transportando criança menor de 07 anos;
  • Artigo 253-A – usar veículo para interromper a circulação na via sem autorização.

Infrações auto suspensivas têm multas variáveis

Dentre todas as infrações auto suspensivas, encontram-se algumas bastante conhecidas dos motoristas. Como por exemplos, a infração por dirigir sob influência de álcool, descrita no artigo 165 do CTB.

E, também, a infração por trafegar a uma velocidade superior ao limite da via em mais de 50%, indicada no artigo 218, inciso III, do Código de Trânsito.

Contudo, o valor da multa é diferente para cada uma delas. Por isso, é importante você saber que todas as infrações gravíssimas inclusas no grupo de auto suspensivas levam à perda temporária do direito de dirigir, mas o valor da multa gerada por elas varia.

Essa variação é determinada pela aplicação do fator multiplicador sobre o custo base de uma multa gravíssima. O valor base, que é de R$ 293,47, pode ser multiplicado por 2, 3, 5, 10, 20 e, até mesmo, 60.

Dessa maneira, a multa terá um valor em conformidade com o fator multiplicador aplicado sobre ela.

Dos dois exemplos de infração auto suspensiva, o primeiro citado – dirigir sob a influência de álcool – gera multa multiplicada por 10. Assim, nesse caso, a multa custará R$ 2.934,70.

No segundo exemplo, constituído pela infração por dirigir em velocidade superior ao limite da via em mais de 50%, o valor base da multa gravíssima é multiplicado por 3. O valor da multa é, portanto, R$ 880,41.

Há, no entanto, casos de infrações auto suspensivas em que a multa não é submetida ao fator multiplicador.

Assim, seu custo é equivalente ao valor de base: R$293,47 – caso da infração por dirigir moto sem capacete, prevista no art. 244, I, do CTB.

Tempo de suspensão muda conforme infração

Quanto ao tempo de suspensão que você pode receber ao cometer uma infração auto suspensiva, também há possibilidades de variação. Os períodos podem chegar até a 18 meses.

O tempo de suspensão para quem comete esse tipo de infração será de, no mínimo, 2 meses e, no máximo, 8 meses, segundo art. 261, §1º, II, do CTB.

Ao ser reincidente na infração, ou seja, ao cometê-la novamente no período de um ano, o tempo de suspensão aumenta. Ela poderá variar, assim, de 8 a 18 meses. Ou seja, apenas uma única infração, se cometida duas vezes, poderá deixá-lo sem dirigir por um ano e meio.

Você precisa saber, no entanto, que algumas infrações auto suspensivas já têm seu tempo de suspensão especificado no dispositivo que as descreve no Código de Trânsito.

Assim, retomando um dos exemplos anteriores, na infração por dirigir sob a influência de álcool, pode-se observar um tempo de suspensão específico da infração.

O condutor flagrado dirigindo nessas condições poderá ter a carteira suspensa por 12 meses, sem possibilidade de alteração no tempo.

Ao ser autuado por uma infração auto suspensiva, conhecer as especificações do tempo de suspensão também é importante.

Inclusive, para você ter certeza de que as penalidades não estão sendo aplicadas de forma equivocada pelas autoridades.

Apesar de serem infrações que podem causar maior prejuízo à segurança, as infrações auto suspensivas não geram penalidades irreversíveis.

Se precisar de ajuda ou ainda tiver alguma dúvida sobre o tema, clique aqui ou pelo e-mail:  erica@avallonelima.com.br

Mentoria para advogados em Direito de Trânsito preencha o formulário clicando aqui

SiteFacebookInstagramLinkedin | Canal no Youtube | Pinterest

Conheça o meu Kit da Lei Seca clicando aqui e conheça uma nova área de atuação

Deixe um comentário