É possível negociar dívidas de veículos financiados?

Ao perceber que o financiamento não cabe no orçamento, é melhor agir rapidamente antes que a dívida vire uma bola de neve. A boa notícia é que existem diversas opções para negociar dívidas de veículos e quitar todos seus débitos.

Quando é possível negociar dívidas de um veículo financiado?

A possibilidade de negociar dívidas de um veículo financiado com a própria instituição que concedeu o crédito depende do que está previsto no contrato.

Ao perceber que as parcelas estão caras demais para seu orçamento, verifique o que o contrato diz e cheque com a instituição as possibilidades de renegociação.

Quais são as opções para negociar dívidas de veículos?

Refinanciamento

O refinanciamento é basicamente uma troca de contrato. As parcelas que estão em atraso, juntamente com os juros devidos sobre elas, são adicionadas ao montante a pagar e um novo parcelamento é calculado, desta vez, mais condizente com o seu orçamento.

Geralmente, refinanciar o veículo com parcelas mais baixas significa que você precisará arcar com as prestações por um período maior de tempo e pagará mais juros no total. A vantagem de negociar dívidas por meio de um refinanciamento é que, muitas vezes, é possível conseguir um bom desconto nos juros acumulados devido às parcelas que ainda não foram pagas.

Portabilidade de crédito

Quando o refinanciamento não for uma solução viável, a portabilidade de crédito pode ser utilizada. Nesta opção, o dono da dívida transfere o financiamento para outra instituição de crédito e esta paga o credor inicial e recebe as prestações do devedor.

Ao optar pela portabilidade, você tem a chance de pesquisar diversas instituições e optar por aquela que oferece as melhores condições.

Transferência da dívida

Outra possibilidade de se livrar da dívida do veículo é fazer a venda dele com a opção de transferência. Assim, o novo dono do carro ou moto assume as suas parcelas e você evita que seu nome fique sujo.

Para essa opção, porém, é importante saber que a instituição financeira precisa aprovar a concessão de crédito para o novo proprietário.

Pagamento com o veículo

Se você perceber que o pagamento do veículo realmente não cabe no seu orçamento, é possível fazer a entrega amigável do bem para saldar a dívida. Essa opção deve ser usada apenas em último caso, pois você provavelmente vai perder o valor já pago pelo veículo. Em vez disso, é melhor agir rapidamente assim que notar dificuldades para pagar.

Como chegar a um bom acordo ao negociar dívidas?

Conheça seus direitos

Mesmo quem está devendo algumas parcelas ainda tem direitos como consumidor. Leia o seu contrato e busque informações sobre seus direitos. Se você achar que existem cláusulas abusivas, procure ajuda no Procon ou com advogados especializados.

Inicie a negociação com um limite em mente

Não adianta negociar dívidas e obter um novo parcelamento cujo valor continua fora da sua realidade. Por isso, estabeleça um limite claro para a parcela mensal que você pode pagar. Esse limite deve ser baseado na sua renda e nos seus demais gastos, de forma que você tenha certeza de que será capaz de realizar o pagamento em dia.

Defina uma estratégia de negociação

Muitas instituições financeiras estão dispostas a continuar negociando a dívida mesmo depois de terem feito uma proposta inicial. Por isso, é importante que você esteja preparado para a negociação. Tenha em mente um valor total que você acha justo e as condições que pretende alcançar, tais como:

taxas de juros;
prazo de pagamento;
percentual de desconto para pagamento adiantado;
condições para regularização do seu nome.

Pesquise em diversas instituições

Faça uma pesquisa em outras instituições para buscar as melhores condições do mercado. Já existem ferramentas online para busca de crédito e simulação de financiamentos.

Compare as suas opções até chegar à uma opção de financiamento que funcione.

Aproveite ofertas especiais de renegociação

Muitas instituições promovem eventos e períodos especiais para que os clientes devedores possam negociar dívidas. Fique sempre de olho nessas oportunidades e aproveite essas condições especiais para conseguir um bom acordo e sair do vermelho.

Como saber se o novo financiamento é vantajoso?

Observe a taxa de juros e o Custo Efetivo Total

Não se deixe enganar por parcelas baixas e a ilusão de que estará pagando pouco. Antes de fechar o negócio, observe dois números do contrato: a taxa de juros e o Custo Efetivo Total (CET).

Utilize esses parâmetros para comparar as suas opções e encontrar o financiamento realmente mais vantajoso.

Cheque atentamente todas as cláusulas do contrato

Muitos consumidores enfrentam problemas porque não leram as letras miúdas, os asteriscos ou as notas de rodapé de um anúncio, contrato ou oferta. Essa situação é comum e muitas instituições financeiras abusam dessas técnicas para iludir os clientes.

Por isso, tenha cuidado redobrado ao negociar dívidas e leia atentamente todos os documentos que assinar. Certifique-se de ter entendido todas as cláusulas do contrato antes de assumir o compromisso e preze por uma instituição transparente que respeite o consumidor.

Pesquise a reputação da instituição

E por falar nisso, o último ponto a ser observado é importantíssimo: pesquise nas redes sociais, com amigos e nos sites das empresas o que outros clientes estão falando da instituição financeira. Observe o atendimento prestado e a forma como ela trata seus clientes.

Se precisar de ajuda ou ainda tiver alguma dúvida sobre o tema, pode me contatar clicando aqui ou pelo e-mail: erica@avallonelima.com.br

Site | Facebook | Instagram | Linkedin |Canal no Youtube | Pinterest

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.