Escritório de Advocacia: o que NÃO fazer no seu site

Manter um site no ar custa dinheiro, e por isso é preciso seguir determinadas regras para fazê-lo dar certo. Com esse objetivo, conheça os 7 maiores erros cometidos por advogados na criação ou manutenção de seus sites, para que você possa aproveitar melhor o que você já tem e paga.

Utilizar o site apenas como um cartão de visita

Um bom site é uma página na qual você se apresenta, mostra quem, o que faz e como pode ser encontrado. Nada diferente de um “cartão de visitas” convencional.

Porém, se o seu site se resume a isto, dificilmente ele irá te diferenciar das centenas de outros que ocupam as primeiras páginas do Google, seja porque estão mais bem ranqueados ou porque contam com anúncios pagos.

Sites não responsivos, visualmente poluídos e pesados

Uma página cheia de coisas pulando na tela ou com imagens maravilhosas pode parecer legal quando é carregada, mas as pessoas que acessam o site de um escritório de advocacia procuram informações jurídicas e não efeitos especiais.

Os visitantes deixam a página quando esta lhes diz para esperar enquanto gráficos e vídeos estão sendo carregados. Outro detalhe é que a maioria das pessoas tem um smartphone e o utiliza para procurar basicamente tudo na internet.

Pode ser até interessante ter uma página sofisticada, mas não são apreciadas por pessoas que pesquisam informações online, principalmente se a página não se ajustar à tela do celular.

Achar que o site no ar basta

Muitos advogados mantêm um site achando que isso basta para serem encontrados, mas não é assim que funciona. Um dos fatores que os mecanismos de pesquisa usam para determinar a classificação de um site é se ele recebe ou não atualizações constantes.

Ou seja, para subir ao topo das classificações, além de utilizar palavras-chave, é preciso produzir conteúdo. Se você não tem tempo para isso, a melhor opção é contratar um advogado freelancer ou, no mínimo, publicar periodicamente notícias interessantes relacionadas à sua área de atuação. Isso torna o site mais interessante para os mecanismos de pesquisa e, é claro, para os clientes potenciais que irão acessar o seu site.

Deixar de fornecer informações realmente úteis

As pessoas que acessam um site jurídico não estão tão interessadas no advogado quanto no problema que as levaram a procurar um advogado. O que elas realmente querem é informações, e uma possível solução, para o seu problema.

Um advogado que apenas afirma ser um especialista em alguma área do direito não convence as pessoas tanto quanto o advogado que produz um bom conteúdo sobre o tema e demonstra esse conhecimento.

Deixar de atingir um público específico

Os advogados geralmente falham em definir um público específico, mas a verdade é que quanto mais segmentado for o seu site, maior será o número de possíveis clientes qualificados que irão navegar por ele.

É preciso definir que tipo de serviço você oferece, em qual área e com quais clientes você quer trabalhar, e depois construir o site em torno desse tema. Ou seja, pense em frases que uma pessoa digitaria em um mecanismo de pesquisa se precisasse de um advogado com a experiência que você tem.

Erros de português

Esses deslizes acontecem porque a maioria simplesmente terceiriza a construção de seus sites, sem qualquer controle sobre o que está sendo produzido. Se o objetivo é causar uma boa impressão, além de ter um bom conteúdo e ser fácil de navegar, seu site não pode, de forma alguma, conter erros de português.

Não divulgar o site em outros sites

Além de publicar originalmente no blog, os textos e conteúdos também devem migrar para outras redes, como o LinkedIn, Instagram e Facebook.

Deixar hiperlinks no texto é uma alternativa que atua como um convite para as pessoas que leem em outros canais acessarem o site. Uma porcentagem boa desses leitores vai pra lá.

Advogado(a): Quer saber como começar a produzir conteúdo de qualidade no seu site?

A Maiara Trombini, que é Empreendedora, Instrutora de Cursos e Palestras, Consultora de Marketing Estratégico e Marketing Jurídico preparou este material que eu tenho certeza que vai te ajudar muito a alavancar sua advocacia, veja o vídeo dela, tenho certeza que vai te ajudar muito:

Para acessar o curso clique aqui.

E a Maiara foi tão bacana que fez uma promoção imperdível para os leitores do meu Blog. Para adquirir o curso com desconto use o cupom ERICA10.

Não desistam, a advocacia vale a pena! Suas atitudes determinam os seus resultados.

Se precisar de ajuda ou ainda tiver alguma dúvida sobre o tema, pode me contatar clicando aqui ou pelo e-mail: erica@avallonelima.com.br

Site | Facebook | Instagram | Linkedin |Canal no Youtube | Pinterest

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.